quarta-feira, maio 9

combateremos a Sombra

Autor: Lídia Jorge
Publicação: Dom quixote

Osvaldo Campos é um anti-heroi que se passeia no silêncio de uma Lisboa adormecida. Ele próprio, é o silêncio de uma coragem escondida, de uma cidadania que se envergonha em gritar. Lídia Jorge, traçou em Osvaldo a nossa caricatura individual e colectiva. Desenha os nossos dias, a nossa contemporaneidade, que vive no rescaldo dos incompreensíveis acontecimentos de entre-os-rios. A constante imagem da queda da ponte num a noite de chuvas marca o ritmo da história. Uma história escura, onde os influentes ditam as regras e movimentam os acontecimentos, como se todos nós estivéssemos envenenados e condenados a ser suas marionetas. Também lá está, a Africa doente, desenhada no desequilibrado Catembe, que não consegue ver os seus a conduzir o destino. Não falta o General, apanhado pela história e pelas conspirações, nem os jornalistas mudos, nem a decadência dos valores, escondidos nas molduras das obras de arte, que transformam, ou escondem o pó branco que nos silencia o futuro.

Sem comentários: