sábado, junho 9

A ilha das trevas

Autor: José Rodrigues dos Santos
Publicação: Gradiva


Não sei porque José Rodrigues dos Santos optou por classificar de Romance, este trágico e violento relato de Loro Sae. Não é a história de Paulino, é o retrato da insensibilidade Humana e de como o Homem tem escrito a sua História. Caminha no limite da crueldade e da indiferença.
José Rodrigues dos Santos, aqui é um repórter. Parece um livro de retratos de um holocausto. Violento. Violador do sentir!Custa-me a interiorizar a violência a que Paulino é subjugado. É difícil imaginar um Pai executar acto de tal violência e continuar, ele próprio vivo, humano. Paulino é um homem com medo. Medo de não viver. É legítimo? Não sei! A ilha das trevas relata isso mesmo. A escuridão e a escravidão do Homem em todo o seu esplendor!

Sem comentários: