sábado, agosto 15

Futuros

Já só vivo futuro(s), suspenso na cor do desenho que se desalinha ( desvive?) no vento…

 
 

Pudesse eu agarrar o vento e vivia-me inteiro,,, HOJE!

sábado, agosto 8

sussurros

Oiçam!

Oiçam o poeta

A marulhar silêncios e a falar com as nuvens….

Oiçam!

Não é ele que fala,

São os olhos do universo, que lhe sussurram o verso….