domingo, março 16

searas

ceifo, searas-de-sonhos,
decepo-os, disseco-os e ato-os,
em laçadas-de-sol…
(ilusão?)

incomodam-me
(vestidos de cores que me enfeitiçam e me sopram ventos-do-ali…)

ceifo-os
com foice-lágrima e mergulho-os em mim,
( de raiva)

só o índio-de-cabelo-azul,,, persiste,
só a gaivota,,,existe…
(a criança ri!)

e o cavalo?
e o cavalo?

( foge

em galope

op-op...

crina-de-porcelana,
branca,

sonho?

de madeira, veloz de
ventos...

op-op

alísios?)

e eu?
e eu?
papagaio de papel a voar…
ceifo, o cordel
seiva-de-mim
a vaguear…

3 comentários:

Ana Luar disse...

Se eu me repetir e disser que está MAGNIFICO tu bates-me?




M
.A
..G
...N
....I
.....F
......I
.......C
........O

:)

jeremias disse...

ana: o mais que consigo é dar-te um beijo

Anónimo disse...

eu li e sa�

na tarde vi

sai

e

comprei dois vestidos

feito cores em mim

e

em ti...