sábado, agosto 15

Futuros

Já só vivo futuro(s), suspenso na cor do desenho que se desalinha ( desvive?) no vento…

 
 

Pudesse eu agarrar o vento e vivia-me inteiro,,, HOJE!