sexta-feira, março 25

moinhos.de.sol

tens uma viagem a bailar.te nos olhos

que brilham na cor do desejo.de.partir no pólen.da.lua..

mas ficas,

agrilhoado.nas.nuvens que gritam.aguas.doces.

tens um trilho a esvoaçar nas calçadas das ondas ( brancas) da cidade que se ri das sombras ( negras), em velas que flutuam nas veias que correm no sangue quente de quem ama,

tens um desenho silhueta de sorrisos que te abraçam a alma, em viagem de corpo.

de corpos que se fundem num beijo que se cala em baladas de silêncio…

é esta a minha existência… pisar futuros e pintar horizontes que emergem das nuvens

tens um voar nos olhos entre mares vivos que troveja, sorrisos.de.memórias.adormecidas....

tens a musica.das.chuvas a fantasiar sinfonias no sopro do vento.esquecido…moinhos.de.sol a sacudir sonhos que esculpiste sozinho…

tens uma viagem nos olhos que te cegam o aqui!

4 comentários:

Beatrice disse...

:):):):)

© Piedade Araújo Sol disse...

nunca deixes morrer o teu sonho.

::)

almaro disse...

pi: os sonhos não morrem. podem ficar descoloridos, mas andam sempre por aí...

Menina Marota disse...

Tens as viagens que os teus sonhos te podem oferecer.

Tens o voar no olhar de mil sonhos como tantas ondas tem o mar.

E tens a Amizade que de tempos a tempor venho saudar.

Um abraço