quinta-feira, setembro 8

vazios

escrevo,

no silêncio dos alísios,

sem fé ( nem crença(s)?)

cresço,

(só?)

dentro de mim, embriagado de universos…

regresso ( de cada noite?),

ausente

( sem o som das ruas, despigmentado de mim)

procuro o lugar do tempo ( templo?)

para me localizar e corro em bicos-de-asa ( a divagar?)

em pisa-que-pisa no lagar-das-madrugadas-serenas…

estilhaço-me no tédio-da-ilusão,

pão-seco de tempos cansados

na sucessão de noites desacordadas ( na luz-das-paredes-caiadas,

vazias?)

caio,

no marulhar da alma

sufocado no silêncio interminável dos abismos ( que me traem no sorriso da lua)

morro, nas asas-dos-pássaros-mancos que navegam na bruma…

um lugar que não me habita mas que me estrangula o horizonte ( inóspito labirinto que me navega as noites gravadas na desmemória dos saltimbancos loucos, coloridos de arlequins)

afago a sombra com o sol ( descolorido em águas doces) que voa entre as páginas desertas, em devaneios ateados no desejo de te pintar,

desnudada,

em tela, sem palavras, sem sílabas, sem símbolos,

pinto-te, na negritude do eu-que-me-finge,

pinto,

a noite

e escrevo

futuros,

(uma e outro, sou eu, separado de mim)

viajo no olhar de cada um que me tatua, para me conceber inteiro

e vivo-me sem cabeça ( como as árvores)

e respiro-me!

não tenho papel ( tela branca? ou de cor qualquer) para te desenhar,

por isso caminho nos pigmentos-do-sol ( que se transmutam em gotas de rio e desaguam nos ventos-das-nuvens-nascentes)

que brincam ( quase menino, quase criança) com o tempo-e-as-desmemórias, em jogo irrequieto de cores inventadas-no-anoitecer-do-sono e deixo-me embalar no suicídio-colectivo-das-palavras,

até sentir na pele-da-alma,

o vazio de mim

3 comentários:

Menina Marota disse...

O menino que regressa triste, no olhar da tela branca seguindo as gaivotas e os buzios do mar, onde pinta as cores da Vida nas ondas do mar.

Um abraço

Soninha disse...

não tem papel de cor branca ou outra cor para te desenhar.... mas tem a moldura dos pensamentos, amei este post!!

PRECIOSA disse...

Lindo seu blog
Escritas facinantes....
Te sigo
Abraços
Preciosa Maria