sábado, junho 11

o desenho e a escrita

A escrita que me escorrega das mãos, __________, são desenhos, __________linhas continuas do ver.

Respirações do olhar. __________. Não o ver dos “olhos”, mas do ver que me percorre a consciência e se fixa num pensamento e na __________ ilusão do horizonte.
O desenho, que escrevo, __________, não tem forma, molda-se em cada instante na musicalidade do sentir. __________. É dessa forma que gotejo palavras, __________, as minhas palavras.
A escrita, __________, a minha, é o meu MAR a esvoaçar na gaivota que navega ventos, __________ , dos ventos para os ventos…

Nem sempre o olhar antecede a escrita, por vezes é ela que dá corpo ao  VER. __________. Ilumina-o como se fosse semente.

Nota:O meu primeiro encontro com a pontuação desenhada (___________, esta linha que nasce entre pontuações ) foi através da escrita ( belíssima ) da multifacetada artista Betty Martins. Só mais tarde conheci a escrita de Llansol onde este tipo de pontuação foi intensamente usada pela autora .
Sempre tive necessidade de ter uma pontuação que traduzisse o vazio. Deixar simplesmente espaços em branco          não traduziam o peso  e a espessura do meu vazio, por isso de vez em vez adopto este tipo de grafia correndo o riso de me julgarem imitador, mas não me importo de correr esse risco. 

Sem comentários: