quinta-feira, novembro 1

cores de bailarina


sonho
(na ingenuidade do dia que amanhece nas estrelas da noite)
hermético, na escuridão da rocha,
gravo azuis rubros na memória,
estátua de menina, a correr solta entre sorrisos e lágrimas
(cristais de rosa,
ungidos na noite que abraça a fantasia)
fraga que evapora ternura, num beijo que me afaga
( frágil?).
sonho,
(onda? , vaga?
falua, que me abraça, em olhar nocturno. vagabundo?)
bailarina minha,
colorida na suave melancolia da saudade que esvoaça…

2 comentários:

Rosa Brava disse...

A saudade é um sonho que esvoaça no coração.

Bjo

© Piedade Araújo Sol disse...



bailarina de sonhos

mesmo que sejam só sonhos e saudade

bom fim de semana.

beij